Com tecnologia do Blogger.

Archive for Dezembro 2014

Os maiores sucessos de 2014

Ao nível nacional...
Já ficámos a saber que a queda da Portugal Telecom, o bloqueio da plataforma informática Citius e o Galaxy S5 marcaram o ano pela negativa. Descubra aqui quais as tecnologias e tendências que ajudam a suplantar as desilusões do ano.


Dos fracos não reza a história. Apesar de ser impossível ignorar os maus momentos que marcaram 2014, há uma forma de os mitigar: olhando para os equipamentos, para os momentos e para os anúncios que marcaram o último ano no segmento das tecnologias.

A palavra tecnologia está associada a um sentimento positivo pois por norma as inovações acontecem para ajudar e facilitar a vida das pessoas em vários segmentos. Ainda que estejamos a viver uma fase de grande consumismo encabeçado por smartphones e tablets, abaixo dos anúncios que todos querem saber é possível encontrar notícias de tecnologias promissoras, com capacidade para mudar o futuro.

Difícil não foi escolher os 11 maiores de sucesso de 2014. Difícil foi deixar de fora muitos acontecimentos e gadgets que marcaram o ano pela positiva e que também mereceram um lugar neste grupo restrito.





Drones
Tendência emergente em 2013, tendência confirmada em 2014. Os drones vieram para ficar e além do interesse crescente por parte dos consumidores, também empresas como a Amazon começam a olhar para os drones como mão de obra. Outras organizações, como a GoPro, também querem lucrar com os drones. O tema fica ainda marcado pela falta de regulação em Portugal.



Fabricantes chineses de smartphones
Mais do que nunca a frase "Made in China" faz sentido. Agora até no mercado de smartphones. Em causa está o bom momento de forma de marcas como a Huawei, Xiaomi, Oppo e Lenovo que conseguem aliar características interessantes a preços acessíveis. Nem mesmo marcas como a LG e a Sony parecem ter pedalada para os chineses neste momento.



Febre do WhatsApp
O messaging não é novo, mas continua a crescer a bom ritmo. Entre o Skype, Facebook Messenger, WhatsApp e Viber são trocadas biliões de mensagens diaramente. O Facebook pagou inclusive 18 mil milhões de dólares pelo WhatsApp e os seus 600 milhões de utilizadores, naquele que é um dos negócios do ano. Com as novas tecnologias só não é social quem não quer.


Impressão 3D
A impressão 3D já tinha impressionado no ano passado, mas em 2014 o destaque vai para o facto de a tecnologia ter ficado mais acessível do que nunca. Uma impressora "monte você mesmo" custa agora 500 euros e por cerca de 100 euros pode levar uma réplica sua para casa. Há também cada vez mais lojas que fazem impressões esporádicas. Portugal está representado pela Beeverycreative que tem recebido várias distinções internacionais.




















iPhone 6
Pode não ser o mais inovador e pode não ser o melhor do mercado, mas o iPhone continua a ser de longe o equipamento que mais mexe com a cabeça dos consumidores. A Apple fez bem em aumentar o tamanho do ecrã pois assim respondeu às novas exigências dos consumidores. Resultado: o maior lançamento de sempre e quem sabe o maior sucesso comercial da Apple até à data. E com o início de 2015, já sabem, começam a chegar os primeiros rumores do próximo iPhone. Preparados?





Nascimento da marca NOS
A ZON e a Optimus fundiram-se, mas a transformação para uma nova marca não foi imediata. No início aconteceu o que acontece sempre: críticas negativas ao nome e à marca - houve até quem comparasse a NOS a um prato de loiça. Mas ao fim de alguns meses a marca já estava na cabeça dos consumidores e o patrocínio de grandes eventos também ajuda. E a nova marca surgiu numa altura em que outra bem conhecida - a PT Portugal - perdeu alguma força.


Realidade virtual
Cansado de ver todos os dias os mesmos cenários e as mesmas pessoas? Experimente uma realidade alternativa, como a virtual. 2014 foi o ano em que a tecnologia ficou mais acessível e ganhou apoiantes de peso como a Google, a Samsung e a Carl Zeiss. Agora por 40 é possível encomendar um kit de realidade virtual em cartão para usar com o telemóvel. Mas não foi só a tecnologia que evoluiu, também a indústria dos conteúdos mostrou mais movimentações do que nunca.


Rosetta e a conquista de um cometa
Um dia para mais tarde recordar. A 12 de novembro de 2014 pousava no cometa 67P uma sonda de pequenas dimensões, a Philae. Tal nunca tinha acontecido, mas a forma como se concretizou também foi única: dez anos de perseguição feitos pela sonda Rosetta. A acometagem pode não ter corrido como esperado, mas o nome dos investigadores da Agência Espacial Europeia vai ficar para sempre na História.



Smartphones cada vez maiores
Há quem lhes chame phablets, há quem lhes chame monstros. Gostos não se discutem, mas os números são como o algodão: não enganam. Cada vez mais os consumidores estão interessados em smartphones com ecrãs acima das cinco polegadas, de tal forma que até a "teimosa" Apple quis entrar neste mercado. O consumo de conteúdos está a crescer, o design dos equipamentos está a melhorar e o fenómeno é de tal forma acentuado que muitos consumidores já só associam smartphones premium


Relógios e pulseiras inteligentes
As pessoas podem não reparar, mas ao longo do dia consultam o smartphone dezenas de vezes, muitas das quais sem terem recebido uma notificação. É esta a tarefa que os relógios inteligentes querem facilitar, ao disponibilizar a informação crítica no momento e de forma intuitiva. Mas os relógios não vão ter vida fácil pois as pulseiras fitness estão também a conquistar o mercado e algumas delas prometem além de notificações, informação muito precisa sobre indicadores de saúde.



Surface Pro 3
Como tablet é um exagero ao nível de potência, mas acompanhado de um teclado envergonha muitos dos computadores que existem no mercado. O Surface Pro 3 pode ter sido o momento de viragem da Microsoft neste mercado pois pela primeira vez a empresa acertou em cheio nas necessidades dos utilizadores - como o suporte adaptável em múltiplas posições. A qualidade de construção e a capacidade de "transformação" fazem do Surface Pro 3 um dos dispositivos do ano.






Bastão de selfie (Monopods) - tudo sobre a nova moda no Brasil... dicas

Aqui tem as dicas essenciais para melhor usar o monopod... veja

Veja as  Alternativas, saiba tudo sobre a nova moda no Brasil... aqui em Portugal também se vai vendo esta novidade principalmente nos turistas....
Que o selfie é uma moda mundial, não há dúvidas. Entretanto, um novo produto tem chamado a atenção dos consumidores brasileiros: o bastão de selfie. Sucesso em algumas cidades do país, trata-se de um bastão com o qual é possível colocar o celular mais distante do corpo para fazer o autorretrato em um ângulo mais aberto ou incluir toda a família e amigos na imagem. 
Monopod ou pau de selfie é um acessório com o qual é possível tirar autorretratos com ângulos maiores (Foto: Divulgação/Kodak)Monopod ou pau de selfie é um acessório com o qual é possível tirar autorretratos com ângulos maiores (Foto: Divulgação/Kodak)
Mas, afinal, o que é “bastão de selfie”?
O pau, bastão de selfie ou monopod nada mais é do que uma espécie de monopé bastante utilizado na fotografia. A função dele é, basicamente, aumentar o ângulo captado pela câmera para gravar mais elementos na imagem com a câmera frontal, o que seria difícil com o braço do fotógrafo, por exemplo. Ou seja, o bastão de selfie funciona como uma espécie de extensão do seu corpo, garantindo que todo o ambiente ou então os seus amigos e família sejam capturados pelo telefone.
O uso desse tipo de tripé se popularizou com o surgimento das action cameras, como a GoPro, com as quais é importante não só capturar o indivíduo, mas também o ambiente em que a ação acontece. As versões adaptadas para telemóvel (celular), por sua vez, vieram para resolver aquele velho incómodo de ter que pedir ao amigo com o braço mais longo para tirar a fotografia.
Como funciona o “bastão de selfie”?
O pau de selfie é composto por três objetos: um bastão, um adaptador de celular e um controle sem fio. A primeira será responsável por fazer a distância entre você e o smartphone, normalmente com um comprimento de cerca de 1 m. Na ponta desse equipamento é enroscado o adaptador que funcionará como uma braçadeira para segurar o celular.
Pau de Selfie possui um braço extensor com um adaptador para celulares na ponta (Foto: Divulgação)Pau de Selfie possui um braço extensor com um adaptador para celulares na ponta (Foto: Divulgação)
Há ainda um pequeno controlador Bluetooth que deve ser sincronizado com o seu smartphone. Feito isso,  será capaz de fazer a sua fotografia sem encostar na tela(ecrã) do aparelho, apenas pressionando o botão existente no acessório. É basicamente nisto que consiste o funcionamento do bastão de selfie: o usuário fixa o celular, estica o monopé e faz as fotografias com a ajuda de um acionador.
Com que aparelhos o “bastão de selfie” é compatível?
Há dois pontos que podem influenciar na compatibilidade ou não de um bastão de selfie. O primeiro é o tamanho do aparelho e o limite permitido pelo suporte do monopé. Se é dono de um smartphone com uma tela média, por exemplo, não deve ter problemas, já que o limite comum é de 8 cm de largura. Já quem tem telefones gigantes como o Xperia Z Ultra deve tomar cuidado, já que os gadgets ultrapassam facilmente essa medida.
Pau de Selfie possui pequeno transmissor responsável por tirar a fotografia remotamente (Foto: Divulgação)Pau de Selfie possui pequeno transmissor responsável por tirar a fotografia remotamente (Foto: Divulgação)
Outro ponto relevante é a compatibilidade do disparador Bluetooth. Os modelos mais comuns só são sincronizáveis com dispositivos com Android e iPhone, trazendo um botão específico para cada sistema. Sendo assim, os donos de aparelhos com Windows Phone e os da BlackBerry devem encontrar dificuldades para fazer seus autorretratos.
Que cuidados tomar antes de comprar um “bastão de selfie”?
Gostou da ideia de poder tirar um selfie com toda a família ou amigos e acha que basta só comprar o equipamento, certo? Errado. Por se tratar de um produto ainda novo no mercado, o consumidor pode cair em certas roubadas. Em primeiro lugar, busque sempre o aconselhamento de profissionais que mexam com fotografia e possam indicar boas marcas de monopés. Na impossibilidade, pergunte a um amigo que tenha comprado um equipamento desses e questione como foi a experiência.
Pau de selfie devem ser bem resistente  e usuário deve checar a compatibilidade antes de comprar (Foto: Divulgação)Pau de selfie devem ser bem resistente e usuário deve checar a compatibilidade antes de comprar (Foto: Divulgação)
Ao comprar um bastão de selfie, vale a pena verificar ainda algumas características. Para começar, confirme se a braçadeira é mesmo compatível com o modelo do seu telefone, oferecendo estabilidade e não permitido que o aparelho deslize. Se possível, esteja com o seu telefone na hora da compra para fazer os testes necessários.
Feito isso, o segundo passo é conferir a qualidade do braço retrátil do acessório. Cheque bem se o material é bom, parece durável e se ele oferece riscos de desmontar durante o uso. Se possível, procure informações na embalagem sobre condições de uso e limite de peso. Averigue ainda se a base oferecerá uma pegada confortável e firme, evitando que o objeto escorregue e caia da sua mão. Dê preferência a modelos com uma alça na base, que poderão ser úteis para dar estabilidade.
Pau de selfie faz com que celulares cheguem às alturas e uma queda pode ser perigosa (Foto: Divulgação)Pau de selfie faz com que telemóveis cheguem às alturas e uma queda pode ser perigosa (Foto: Divulgação)
Por mais que pareçam triviais, esses cuidados são importantíssimos para evitar uma dor de cabeça. Lembre-se que, com o uso desse equipamento, o telefone pode chegar a uma altura próxima a três m e uma queda certamente fará um grande estrago.

Alternativas para usar os bastões de selfie ou Monopods com o seu Windows Phone


Os Monopods, ou bastões de selfie numa tradução mais adequada, já viraram uma mania mundial. Não é difícil encontrar alguém fazendo uso desse acessório para conseguir uma selfie diferenciada.
Monopod nada mais é do que um pequeno bastão que servirá para aumentar o ângulo de captura da câmera frontal do seu smartphone ou de sua câmera digital. A ideia é capturar mais elementos em suas fotos, tendo em vista que o bastão o ajudará a posicionar seu gadget mais distante de você.
Para quem é do ramo da fotografia profissional ou desportiva já conhece o acessório tem algum tempo, mas, ele ganhou ainda mais notoriedade com a popularização das câmeras GoPro, que tem justamente o princípio de valorizar não apenas o indivíduo da selfie, mas também o ambiente ao seu redor.
Os Monopods são compostos de 3 partes: o bastão, que geralmente tem no máximo 1 metro de comprimento; o suporte para o smartphone ou câmera e o controle remoto Bluetooth.
Bastão de selfie windows phone como usar
O problema para quem tem um Windows Phone é que a grande maioria dos bastões de selfie disponíveis no mercado não são compatíveis com o S.O. da Microsoft. Nada que poucos ajustes na fabricação desse acessório não resolva, porém, no momento, dos que existem no mercado, pouquíssimos estão preparadas para funcionar com o WP.
Então, o que fazer? Vasculhar a web atrás de um que seja compatível? Pode ser, contudo, se não quiser fazer isso temos aqui algumas dicas de como usar o seu Windows Phone em um monopod facilmente.
A primeira dica, e uma das mais práticas, é usar um aplicativo como o Voice Camera. Com ele é possível capturar uma foto com o seu Windows Phone com um simples comando de voz. Sendo assim, é só posicionar o seu Windows Phone acoplado a qualquer monopod e dizer o comando de voz para capturar a sua selfie. Baixe gratuitamente esse app usando o link logo abaixo.
Voice Camera windows phone Qrcode
A segunda dica é usar o temporizador do aplicativo Lumia Camera ou do Lumia Selfie. Selecione um intervalo, posicione o seu Windows Phone acoplado a qualquer monopod e aguarde o telefone capturar a foto.
Temporizador windows phone lumia camera selfie
 Tem mais uma forma de fazer isso com mais “glamour”… seria usando o acessório Nokia Treasure Tag, já que ele pode ser transformado em um controle remoto para capturar a foto quando o usuário usa o app Lumia Selfie. O problema é que o Treasure Tag não está a venda no Brasil.
Treasure_Tag
Claro que para quem tem um Lumia 730, 735 ou ainda um HTC M8 e um Lumia 535 isso não é problema, já que eles contam com uma grande lente agular em sua câmera frontal que por vezes dispensam o uso de um acessório como esse, mas, para quem não tem nenhum desses modelos fica aqui essas três dicas simples para não deixar que fique fora da onda do momento. Claro que existem modelos desse acessório que podem ser usados com o controle remoto padrão, porém, são difíceis de encontrar.

Galaxy S6 - Novas fotos mostram poucas mudanças do novo flagship da Samsung

Deve ser oficialmente anunciado na CES 2015, o Galaxy S6 já começou a aparecer com certa frequência em notícias sobre rumores, especulações e aparições na net. A última nota sobre esse suposto aparelho decepcionou um pouco: com um design muito similar a de outros dispositivos já existentes no mercado, pode ser que a Samsung dê um tiro no pé se essa aparência for confirmada.
E para quem havia ficado descontente com a falta de inovações no visual do novo flagship, pode ser que fique ainda mais desapontado com supostas imagens vazadas desse smartphone. Apesar da baixa qualidade, podemos identificar os dois últimos aparelhos da linha Galaxy lançados pela Samsung, o S4 e S5. As diferenças para o último da direita (supostamente o S6) não são muito visíveis e não surpreendem nenhum um pouco.
O S4, o S5 e o suposto S6.

Várias cores

O mesmo site que veiculou a imagem acima também divulgou outra que “confirma” a existência de versões de outras cores do Galaxy S6. Algumas fontes sugerem a cor preta, dourada e prata, apesar de as fotos não deixarem muito claro quais são as colorações presentes.
As notificações na tela de bloqueio do S6 são um indicativo para a presença do Android Lollipop. No entanto, é praticamente certo que esse dispositivo virá equipado com a última versão do sistema operacional da Google.
Esta noticia também contrasta com a especulação de que o smartphone teria ecrãs curvos semelhantes a do Galaxy Note Edge. O material de sua carcaça, entretanto, não é distinguível por causa da qualidade das imagens. 
Mais....

O novo da Samsung está aparecendo com frequência através de revelações informais. Fontes próximas aos assuntos da sul-coreana estão sendo responsáveis por detalhar o Galaxy S6, pelo menos é o que eles afirmam. Primeiro, uma imagem falsa surgiu criada a partir de um Galaxy Alpha. Logo em seguida, tanto a estrutura metálica quanto o painel frontal surgiram. Agora, um blog iraniano publicou ainda mais informações do alegado sucessor do Galaxy S5.

Em uma possível conferência secreta da própria Sammy, fotos foram capturadas mostrando um smartphone metálico já operante em um trio de cores, prata, dourada e escura. Geralmente, quando se trata de divulgações não oficiais, a galeria registrada pelo informante é de péssima qualidade, todavia é até possível visualizar o futuro aparelho de elite ao lado de seus antecessores. Assim como no Galaxy S4, os símbolos dos botões capacitivos, anteriormente abaixo do display, não estão presentes:

Suposto Galaxy S6 com estrutura metálica, botões capacitivos escondidos e TouchWiz baseada no Android 5.0 Lollipop.


Diferenciando-se dos demais produtos metálicos da Samsung, a parte posterior do possível Galaxy S6 recebeu um tratamento de aço escovado, causando o efeito de linhas horizontais na proteção da bateria. Para complementar o gadget, a TouchWiz baseada no Android 5.0 Lollipop está sendo demonstrada com as notificações "heads-up" inclusas. Em relação aos aspectos técnicos, nada foi adicionado, mas já existe a lista contendo os prováveis componentes do telemóvel:

Ecrã Super AMOLED de 5,5 polegadas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels)
3 GB de RAM
Chipset Qualcomm Snapdragon 801 com CPU de quatro núcleos rodando a 2.5 GHz cada
32 GB de memória para o armazenamento interno (expansível por meio de cartão microSD)
Câmera principal ISOCELL de 16 megapixels
Câmera frontal de 5 megapixels
Android 5.0 Lollipop (mascarado através da TouchWiz)


É impossível confirmar que as configurações acima realmente estarão presentes no sucessor da linha Galaxy S, principalmente ao verificar o quão "defasado" seria se a implementação do Snapdragon 801 ocorrer. O que nos resta é esperar pelo primeiro trimestre de 2015, período que marca a possível estreia do Galaxy S6. É válido lembrar que o dispositivo é chamado internamente de "Projeto Zero" para significar a transformação da Samsung, mas é possível constatar que as mudanças não foram bruscas. Isto é, se a fonte provar-se certeira.

Windows Phone pode ganhar suporte a apps do Android brevemente.... rumores

Sem muitos detalhes....



Na última segunda-feira (29), um velho rumor relacionado ao Windows Phone foi novamente confirmado por uma fonte segura. Tom Warren, editor chefe do The Verge e fundador do site WinRumors, afirmou através de seu Twitter que a plataforma deve ganhar em breve suporte a aplicativos do Android — além de mudar seu nome definitivamente para Windows Mobile.

Embora não tenha entrado em detalhes sobre o assunto, Warren deu a entender que a Microsoft pretende mudar o destino do sistema operacional em breve. Caso a mudança realmente se confirme, ela pode decretar o fim da plataforma como a conhecemos e abrir espaço para que a Google ganhe ainda mais domínio sobre o mercado mobile.

Ainda há muitas incertezas sobre o assunto, visto que o Windows Phone possui características próprias que inviabilizariam o simples uso de aplicativos “puros” do Android — entre elas, diferenças de interface e recursos ausentes do software da Google. Resta esperar por um anúncio oficial da Microsoft (que parece cada vez mais próximo) para descobrir qual rumo a companhia deve adotar nesse segmento.

Pou -- deve chegar brevemente ao Windows Phone

Já está no Android, iOS.....



O Pou foi um absoluto sucesso desde a sua chegada aos dispositivos móveis, trazendo toda a nostalgia dos antigos Tamagotchi, porém com um alto nível de personalização, diversos jogos internos e ainda elementos sociais. Devido a isto, o simpático pet virtual já alcançou mais de 100 milhões de downloads apenas em dispositivos com Android, um número considerável se pensarmos em sua simplicidade. O jogo, infelizmente, ainda não está presente no sistema operacional da Microsoft, algo que pode deixar algumas pessoas chateadas, mesmo que existam opções semelhantes.

Agora, entretanto, surgem informações de que o game pode chegar em breve aos aparelhos com Windows Phone, conforme afirmou a próprio progaramador através de sua conta no Facebook. Além disto, estão disponíveis diversos presentes de Natal para os usuários, como a opção de ganhar 1.500 moedas diariamente até o dia 31 de dezembro, bastando tocar no ícone presente no canto superior-direito e então ir em "Account" e "Save".

Sobre a chegada à plataforma da Microsoft, não foram liberados detalhes, como um prazo concreto ou condições em que estará disponível, porém já é uma luz para quem está aguardando o jogo há algum tempo.

Guess What - como jogar o divertido jogo


O popular jogo de colar um papel na testa e tentar adivinhar o que lá está através das dicas dos restantes jogadores ganha agora uma versão mais moderna. O jogo Guess What promete animar aqueles convívios mais “murchos”.










 
  


GuessWhat


Seja em família ou com os amigos, o Guess What pode transformar por completo o convívio entre pessoas. Depois de já ter posto toda a conversa em dia aposte neste jogo para testar não só a cultura geral de cada elemento, bem como a sua capacidade de interpretação.

O Guess What é um jogo em que um utilizador escolhe uma categoria e depois mete o smartphone na testa com o ecrã virado para os restantes jogadores. Através de palavras ou gestos será necessário adivinhar qual a palavra que está no ecrã.

Se acertar, vire o telemóvel para baixo e volte a repetir todo o processo. Se erra, vire o telemóvel para si. Existe tempo de jogo e o objetivo é conseguir acertar no maior número de palavras possível. Com um pouco de originalidade e imaginação é também possível adaptar as regras para que o jogo fique mais original.

A aplicação está disponível para Android e é gratuita – o que garante apenas o acesso a alguns conjuntos de palavras. Quem quiser desbloquear mais tópicos terá de avançar para a compra in-app.

O sucesso futuro do jogo estará dependente da capacidade de atualização de conteúdos da DreamStudios, grupo português responsável pelo desenvolvimento da app – caso contrário e numa noite de jogatana, os jogadores vão começar a encontrar várias palavras repetidas.

Samsung deve deixar de produzir o Galaxy Alpha

A Samsung não passa por um bom momento, basta estar atento a todas as noticias de despedimentos na empresa, baixa de lucros, do fracasso do S5....

Em meados de julho surgiram os primeiros rumores. A chegada ao mercado aconteceu em setembro. Desde então tem sido aclamado pela imprensa como um dos smartphones mais bonitos da atualidade. Mas parece que não há espaço para ele na estratégia da Samsung.


O Galaxy Alpha conseguiu colocar a Samsung novamente nas manchetes da imprensa especializada e nem os anúncios do Galaxy S5 e do Galaxy Note 4 foram tão badalados. Durante semanas falou-se do telemóvel como o equipamento que seria o grande rival do iPhone 6. E apesar de ter sido bem recebido pela crítica, o momento menos positivo que a Samsung atravessa coloca alguma pressão no equipamento.

De acordo com o relato da ET News, o Samsung Galaxy Alpha tem os dias contados e o equipamento só será produzido enquanto houver stock dos componentes. A gigante sul-coreana vai dar mais destaque ao Galaxy A5 que apesar de ser um “primo” do Alpha, acaba por ser mais apelativo em termos de preço.

O Galaxy Alpha tem uma construção mais cuidada e o aro em metal, mesmo sendo um único pormenor, dá uma sensação de equipamento premium que poucos telemóveis da Samsung tinham conseguido até ao seu lançamento – a empresa sempre fez uma aposta no plástico como principal material de construção.





  
   
   
                                     








Samsung Galaxy Alpha


No entanto o preço elevado do Alpha – em Portugal ronda os 700 euros – colocam-no em desvantagem relativamente a outros smartphones topo de gama.

As informações apuradas apontam o mês de fevereiro como aquele em que o Galaxy Alpha vai deixar de ser produzido.

O ciclo de vida do smartphone inferior a um ano é causado pela quebra nas vendas de equipamentos que a Samsung tem sentido – até o topo de gama da tecnológica, o Galaxy S5, vendeu muito menos do que o esperado

Mais...


Teve vários elogios por seu design, o Galaxy Alpha da Samsung pecava em alguns requisitos. Entre eles está a curta duração de sua bateria e o fato de o preço adotado pela fabricante não ser exatamente atrativo quando se leva em consideração as outras opções do mercado que possuem especificações de hardware semelhantes.
Apesar desses problemas, havia a expectativa de que a companhia fosse continuar a investir nessa linha — algo que não deve acontecer. Segundo informações obtidas pelo site ET News, a empresa decidiu encerrar em breve a produção do produto, que vai ser substituído pelo Galaxy A5, voltado a consumidores que procuram aparelhos com características intermediárias.
A decisão é fruto dos esforços da pessoa de reorganizar sua divisão de smartphones, que apresentou resultados abaixo do esperado em 2014. Embora mantenha o acabamento em metal do Galaxy Alpha, o Galaxy A5 apresenta especificações mais modestas que permitem a ele tem um preço mais competitivo — no mercado chinês, o gadget pode ser encontrado por um preço equivalente a US$ 360.
A expectativa é a de que o Galaxy A5 seja lançado no mercado sul-coreano em janeiro ou fevereiro de 2015. Já o smartphone que ele está destinado a substituir deve continuar a ser produzido até o momento em que os estoques de material já adquiridos pela Samsung seja esgotado.

Mais noticias sobre a crise da Samsung....

Samsung encerra uma das suas maiores lojas na Europa


A Samsung encerrou uma das suas maiores lojas europeias, uma flagship no Reino Unido criada para mostrar e demonstrar os produtos e tecnologias da marca.


No Reino Unido a empresa conta com 10 lojas do género, espaços de grandes dimensões, que normalmente têm prioridade na disponibilização dos produtos mais emblemáticos da marca. A loja que encerra é a Samsung Experience Store de Westfield Stratford City, um dos maiores centros comerciais de Londres, onde trabalham 58 pessoas.

A Samsung garante que não tem planos para encerrar nenhuma das restantes lojas no Reino Unido, mas a decisão não deixa de ser encarada como um sinal de ajustes na estratégia da gigante sul-coreana, que no terceiro trimestre do ano acumulou perdas de 74%.

As vendas do último smartphone de topo da Samsung, o Galaxy S5, têm sido apontadas como uma das desilusões do ano, com resultados muito abaixo do conseguido pela marca em versões anteriores do equipamento.

Noutras áreas o ano também correu menos bem à Samsung e os resultados têm sido visíveis com alterações ao posicionamento da marca em diferentes áreas. Na Europa, outro sinal dessa mudança foi o fim do fabrico de computadores.

A Samsung continua, ainda assim, a ser líder mundial no mercado de smartphones e a ocupar também um lugar de destaque na área dos PCs. Nos smartphones, o último trimestre também revelou uma perda de terreno, que se deve sobretudo à ascensão de novos fabricantes chineses.

- Copyright © TECHonLLINE, noticias de tecnologia!no mundo online... - Skyblue - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -