Com tecnologia do Blogger.

Archive for Março 2015

mod para PC deixa lutadoras de Dead or Alive 5 seminuas

Nos torneios procuram censurar as mais provocadoras das fantasiasdas meninas de Dead or Alive 5, uma extensão para PCs já deixa as lutadoras sem sutiã.
De acordo com o Eurogamer, um mod que circula pelo fórum Game Vixen Zone faz com que seja possível apreciar o balançar sem camisa das personagens em gráficos melhores dos que os do PlayStation 3.
Elas não ficam completamente nuas, é verdade. Mas os seios montanhosos das meninas ficam ali, livres. É recomendado que menores de 18 anos não acessem o fórum que disponibiliza o mod (consulte a página com mais detalhes sobre o pacote aqui).
Vale lembrar que o modo online deDead or Alive 5: Last Round para PCs deve ser lançado dentro dos próximos meses. 

Zenfone 2 - começa nos 179 euros

Um verdadeiro sucesso...

Como é que uma empresa que chega tarde ao mercado dos smartphones consegue afirmar-se e até contornar a questão da saturação que existe em alguns países? Deixando o telemóvel falar por si e deixando que a experiência de utilização contagie os consumidores


Quando o diretor executivo da Asus, Jerry Shen, falava sobre a estratégia da tecnológica para o Zenfone 2 na Europa, descreveu em primeiro lugar aquilo que já se tinha passado noutros países. E o relato fazia lembrar o de um filme de ficção científica no qual há um vírus que se espalha pelo mundo.

China: mil unidades. França: 200 unidades. EUA: 700 unidades. Taiwan: 300 unidades. Rússia: 300 unidades. Países do Sudeste da Ásia: mil unidades. Estes foram os Zenfone dados a utilizadores beta e depois foi só colher o sucesso.

E a estratégia de marketing da Asus funciona justamente como um vírus: colocam o smartphone na mão de alguns opinion makers e esperam simplesmente que a tecnologia do dispositivo fale por si.

Por esta razão a empresa focou-se em três aspetos que para o executivo da tecnológica são cruciais: design, câmara fotográfica e interface de utilizador. Se o telemóvel for bonito, se as fotografias tiveram qualidade e se o software for fluído, então os utilizadores ficam conquistados e esse sentimento positivo vai espalhar-se a outras pessoas, acredita a marca.

Confrontado com a ideia de que em Portugal o mercado dos dispositivos de gama média e das marcas que lutam no ringue "relação qualidade-preço já está populado, Jerry Shen revelou não estar preocupado pois para ele, o novo Zenfone 2 luta diretamente com o melhor dos iPhone e com o melhor dos Galaxy.






































Jerry Shen não tem problemas em admitir que parte da estratégia é inspirada no sucesso e insucesso já experimentado pelos rivais. Por exemplo, a empresa apenas pretende revelar um smartphone por ano - tal como a Apple - e não vários equipamentos que vão desvalorizando à medida que novos modelos vão chegando. Isto porque o objetivo é manter a linha de preço sempre estável.

Mas o alinhamento da Asus para 2015 não é tão simples como à primeira vista pode parecer, isto porque o Zenfone 2 tem na realidade três modelos que não diferenciam de nome entre si - e que pode causar "perigo" na hora de comprar o dispositivo.

O ZE551ML é a versão topo de gama, apresentando um ecrã de 5,5 polegadas Full HD, processador Intel Atom a 2,3Ghz, 4GB de RAM e 32 GB de armazenamento interno. Vai custar 349 euro.

Um pouco mais abaixo surge a versão ZE550ML com um ecrã de 5,5 polegadas e resolução HD, processador Intel Atom de quatro núcleos a 1,8Ghz, 2GB de RAM e 16GB de armazenamento. O preço será de 249 euros.

Por fim aparece o modelo ZE500CL, o mais modesto, mas também o mais barato: por 179 euros os utilizadores garantem um smartphone com ecrã de cinco polegadas e resolução HD, processador de quatro núcleos a 1,6Ghz, 2GB de RAM e 8GB de armazenamento.

A tecnológica de Taiwan está a atravessar um momento de confiança justamente conseguido graças à aposta feita no mercado dos smartphones. Em apenas um ano o modelo original do Zenfone vendeu dez milhões de unidades, um valor conseguido muito graças aos mercados com economias emergentes, mas não deixa de ser um número significativo tendo em conta a quantidade de marcas, dispositivos e preços que existem disponíveis.

Já em 2015 a Asus ambiciona entrar no top dos 10 maiores vendedores de smartphones do mundo e para o ano, revelou o CEO , a meta é mais ambiciosa: lutar pelo sexto lugar do top de vendas mundiais, o que possivelmente fará com que algumas empresas conhecidas, como a Microsoft, possam ficar "para trás".

Por fim a pergunta inevitável: está a Asus a preparar um Windows Phone, dada a grande tradição que a empresa tem com o sistema operativo ao nível de computadores e híbridos? A resposta não veio num formato tão direto, mas Jerry Shen acabou por passar a ideia de que as pessoas estão neste momento no Android e que até para o iOS, segundo classificado nesta guerra, há uma diferença gigante. Portanto se é para estar, se é para construir e se é para crescer, será com o apoio do software da Google.

Novo Surface da Microsoft em Portugal no dia 7 de Maio


Depois do Surface 3 Pro a Microsoft acaba de lançar o... Surface 3....

surface_3_0

 A manutenção do número quase um ano depois é uma escolha desconcertante mas suporta os rumores sobre a preparação da versão 4 para junho.


O novo tablet da Microsoft é especificamente direcionado aos estudantes e escolas, um mercado que a versão Surface Pro 3 não cobria e que ficou um pouco abandonado depois da descontinuação do Surface RT e do Surface 2.

Com um ecrã de 10 polegadas, uma bateria de maior duração, processador menos potente, uma redução da espessura e do peso são algumas das principais diferenças do Surface 3 face à versão Pro que continua a ser comercializada, que também se refletem no preço.

O novo tablet fica já hoje em pré-encomenda em Portugal e as vendas têm início a 7 de maio, apenas dois dias depois da disponibilidade global, que será a 5 de maio.



















O preço recomendado parte dos 609 euros, sem capa teclado incluída, mas sobe até aos 729€ numa opção com mais capacidade de armazenamento e de memória RAM, ficando mesmo assim longe da versão de topo do Surface 3 Pro, cujos preços começam nos 799€ mas sobe até aos 1.999€ nas versões com processador Intel i7, 8 GB de RAM e 512 GB de disco.

Apesar da diferença de preços, para os estudantes o novo Surface 3 pode não ser um negócio assim tão interessante, pelo menos se não houver um maior desconto. É que o Surface Pro 3 pode ser comprado por 692 euros, na versão mais básica, usando o desconto especial de educação.

O novo Surface 3 por dentro

O novo Surface 3 tem um ecrã de 10,8 polegadas (mais pequeno do que o Pro), e pesa 622 gramas. O processador é um Atom Quad Core da Intel e não um Core i3, i5 ou i7 que equipa o Surface Pro 3, mas de resto na aparência o tablet dois em um é em tudo semelhante à versão "mais crescida", com o mesmo design e opções de ligação à capa teclado, assim como no uso da caneta como interface de introdução de dados.

Está prevista uma versão do Surface 3 com suporte para ligações de dados móveis 4G (LTE) mas que só será disponibilizada dentro de meses, e para a qual ainda não se conhece o preço.

Na compra os utilizadores ficam com direito a uma subscrição de Office 365 gratuita durante um ano de utilização e armazenamento na cloud com o OneDrive.

A atualização para o Windows 10 está prevista de forma gratuita, o que não é uma surpresa já que isso faz parte da política da empresa para todos os equipamentos.

Em termos de acessórios o Surface 3 segue a mesma linha do Surface Pro. Há capas teclado de várias cores, com resposta mais rápida e com um touchpad melhorado, e os preços partem dos 155 euros.

A caneta de alumínio tem também quatro opções de cores mas é possível que não estejam todas à venda em Portugal, até porque ainda não integram a oferta na loja online.

Esta nova versão tem ainda uma docking station para ligação a um monitor externo e a outros dispositivos de desktop.

WhatsApp -atualização automática com a função de chamadas de voz grátis

WhatsApp atualiza para chamadas gratuitas automaticamente....
                        Luciana Maline/TechTudo
O WhatsApp começou a ser atualizado automaticamente para a versão que faz chamadas gratuitas pelo mensageiro. A novidade se iniciou na última semana, porém a maioria dos usuários começou a ganhar a função nesta segunda-feira (30). Por enquanto as chamadas no WhatsApp só estão disponíveis para dispositivos Android.
Para receber o recurso, o usuário deverá apenas ter instalado a mais recente versão (2.12.19) do aplicativo no smartphone. Junto com a nova função, o app atualiza a interface, apresentando uma aba para ligações, uma para conversas e a última com contatos. A atualização para iOS sairá em breve, segundo os desenvolvedores do WhatsApp. Anteriormente, para realizar as ligações o usuário deveria atualizar manualmente, baixando o arquivo APK e necessitava de convite

.

VaporChat - app que envia mensagens sem deixar rasto


Se muda com frequência de opinião ou gosta pouco que lhe lembrem de ideias menos brilhantes partilhadas no calor de uma discussão, esta aplicação de mensagens instantâneas é boa para si.




  


VaporChat


O VaporChat dá ao utilizador total controlo sobre as mensagens ou conteúdos que envia através da aplicação, mas não fica por aí. Quando os conteúdos chegam ao destino o controlo mantém-se do lado de quem os envia.

Isto significa que pode facilmente apagar qualquer mensagem enviada no seu telemóvel, mas também lhe garante a possibilidade de apagar as mensagens, fotos ou vídeos que enviou para alguém através da VaporChat nos dispositivos que receberam esse conteúdo.

Porquê? Porque lhe cabe a si definir o que pode o seu interlocutor fazer com os conteúdos recebidos - se podem ou não ser gravados ou copiados, por exemplo.

O utilizador pode fazer evaporar um conteúdo de uma conversa (ou mesmo toda a conversa) a qualquer momento. Também pode definir um contador antes de enviar a mensagem ou uma imagem e garantir que ela se autodestrói na altura desejada.

A aplicação está para já disponível na loja da Apple. Estão prometidas para breve versões para outras plataformas móveis.
Tag : , ,

È este o novo iPhone 6C?

Com o lançamento do iPhone 6 e iPhone 6 plus de 4,7″ e 5,5″, respectivamente, a Apple passou a ombrear também com o dispositivos Androids com grandes ecrãs. No entanto, tal como informamos em Dezembro de 2014, a empresa de Cupertino deverá lançar este ano um novo iPhone com ecrã de 4”, à semelhança do iPhone 5, 5C e 5S.









Com o fim da produção do iPhone 5C a Apple prepara-se para lançar um iPhone 6C. Na prática o aspecto será semelhante ao iPhone 5C, partilhando características dos novos iPhone 6. O iPhone 6C terá um ecrã de 4” e as primeiras imagens (não oficiais) já apareceram no site WCCFTech.

Como se pode ver pela imagem seguinte, há uma pequena diferença na zona do flash entre o iPhone 5C e o iPhone 6C.



Uma segunda imagem mostra que a zona do altifalante é também ligeiramente diferente no iPhone 6C. De acordo com alguns rumores, o iPhone 6C virá também com o TouchID, suporte para NFC e com um ecrã Gorilla Glass.

Além do iPhone 6C há também rumores sobre um possível iPhone 6S ou o iPhone 7. Até ao momento não há qualquer informação oficial mas algumas fontes indicam que o iPhone 6C será disponibilizado brevemente.

- Copyright © TECHonLLINE, noticias de tecnologia!no mundo online... - Skyblue - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -